[Politica]

Artistas cancelam shows em protesto às leis anti-LGBT nos EUA

No dia 26 de junho de 2006 a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu que a partir daquele dia o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria garantido pela Constituição em todo o território norte-americano. Alguns estados já aceitavam, mesmo antes da decisão da Suprema Corte, mas os estados mais conservadores ainda resistiam e agora estão respondendo com leis anti-LGBT.
casamento-gay-eua-agambiarra

Leia mais:


Empresas e artistas boicotam Estados que estão criando leis anti-LGBT nos Estados Unidos

Alguns estados mais conservadores estão criando leis anti-LGBT para rebater a decisão do Supremo. No mês passado o governador republicano Pat McCrory, do estado da Carolina do Norte, aprovou uma lei que proíbe as localidades da Carolina do Norte de redigir suas próprias leis antidiscriminatórias e obriga o uso dos banheiros públicos de acordo com o sexo de nascimento, o que bate de frente com o direito dos transgêneros. A lei HB2 ficou conhecida como “a lei do banheiro” por esse motivo.
Agora, no início de abril, o governador republicano Phil Bryant do estado doMississippi aprovou uma lei que dá direito aos proprietários de estabelecimentos comerciais e aos funcionários públicos de se recusarem a atender casais homossexuais com base em suas crenças religiosas. O governador ainda fez um comunicado explicando que o intuito da lei é “proteger as crenças religiosas e as convicções morais de indivíduos, organizações e associações privadas de ações discriminatórias por parte do governo estadual e suas dependências políticas”.
Ainda nesse mês de abril, o governador republicano Bill Haslam do estado do Tennessee aprovou uma lei que dá direito a médicos e terapeutas de se recusarem a atender casais homossexuais com base em suas crenças religiosas.
Com todas essas leis anti-LGBT sendo criadas várias empresas comoPayPalAmerican AirlinesAppleBank of AmericaFacebookGoogleIBM,MicrosoftTwitter se posicionaram contra e estão boicotando os estados por conta dessas decisões. Vários artistas estão fazendo o mesmo e cancelando seus shows nos estados.
Bruce Springsteen foi o primeiro a cancelar a sua apresentação na Carolina do Norte no dia 10 de abril. O cantor cancelou a apresentação dois dias antes e explicou:
Algumas coisas são mais importantes do que um show de rock e essa luta contra o preconceito e a intolerância – o que está acontecendo enquanto escrevo – é uma delas. Essa era a maneira mais forte que tenho para levantar a voz em oposição àqueles que continuam a empurrar-nos para trás em vez de para a frente.

Bonnaroo Music & Arts Festival libera comunicado em apoio à comunidade LGBT

Bryan AdamsAni DiFrancoBostonRingo StarrPearl JamDemi Lovato eNick Jonas foram outros artistas que cancelaram seus shows nos estados. Além disso, o Bonnaroo Music & Arts Festival, festival de música e artes que ocorre em Manchester no estado de Tennessee, soltou um comunicado em seu Twitter que dizendo que estão muito desapontados com a infeliz lei anti-LGBT aprovada no estado do Tennessee, que o festival continuará a promover, apoiar e defender direitos iguais para todos em todos os lugares. O festival acontece em junho e tem como headliners Pearl JamDead & Company e LCD Soundsystem.
Enquanto acreditávamos que o Supremo tinha dado um grande passo para a defesa dos direitos de todos, a Constituição dos Estados Unidos ainda possui brechas para que o preconceito continue assombrando a comunidade LGBT de forma infeliz dentro da sociedade norte-americana. Talvez com o apoio de grandes empresas e grandes artistas essas leis sejam revistas e se consiga dar passos mais largos em direção à igualdade.
Artistas cancelam shows em protesto às leis anti-LGBT nos EUA Artistas cancelam shows em protesto às leis anti-LGBT nos EUA Reviewed by Ze Felipe on 7:53:00 PM Rating: 5