[Politica]

Ads Top

Temer acelerará queda de Dilma: 'quero entrar para a história'

Michel Temer não coloca para fora qualquer angústia ou euforia ao traçar novos cenários sem o governo da presidente da república Dilma Rousseff. Entre muitas reuniões, surgem dúvidas do que é possível fazer, mas uma coisa é certa na cabeça de Temer "Eu quero entrar para a história". Mas como ele pensa que conseguirá esse feito? Para o vice que poder virar presidente com o impeachment de Dilma, quanto mais rápido se resolver a recessão do país, mais rápido a líder petista cai. Essa é a sua grande aposta. Para isso, ele vai investir cada vez mais na iniciativa privada, diminuindo o poder do estado, uma política que o PSDB fez no passado, conseguindo estabilizar a moeda. 
De acordo com o jornal O Estadão em matéria publicada neste sábado, 30, interlocutores de Temer já negociam que não haja mais recesso dos deputados e Senadores no meio do ano. Tudo para fazer com que Dilma seja julgada o mais rápido possível, não sendo necessário utilizar os 180 dias. Com o fim do julgamento e a deposição de Rousseff, o peemedebista lançar medidas econômicas para diminuir o desemprego, a inflação e estimular o mercado. Temer quer enviar suas propostas antes de agosto, quando começam as campanhas dos municípios pelas eleições. O período curto para uma eleição de nível nacional deve fazer Michel ficar mais tempo no poder, mas esses esclarecimentos só devem ser dados com a conclusão do impeachment de Rousseff. Não só o caso de Temer, mas se Eduardo Cunha, por exemplo, presidente da Câmara, poderia suceder o colega do PMDB. 
Com o fim do recesso, o julgamento de Dilma ocorreria com pelo menos aceleração de 15 dias. Hoje a previsão é que o resultado final seja dado apenas em setembro. Pela legislação, quando um presidente renuncia ou é deposto antes de dois anos de mandato, uma nova eleição é convocada em até noventa dias, o que não significa, necessariamente que ela acontecerá nesse prazo. A única coisa que já se concordou com o Supremo Tribunal Federal (STF) é a de que o peemedebista ficará no lugar de Dilma se o seu afastamento for confirmado. 
Enquanto isso, Rousseff planeja se reunir com movimentos de esquerda nos próximos dias para discutir a renúncia do mandato. Isso porque quanto mais cedo ela sair do cargo, mais cedo acontece um novo pleito e hoje o favorito para a presidência é justamente seu companheiro político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 
publicidade
Temer acelerará queda de Dilma: 'quero entrar para a história' Temer acelerará queda de Dilma: 'quero entrar para a história' Reviewed by Ze Felipe on 11:36:00 AM Rating: 5