[Politica]

Após anulação 'micar', petistas protestam. CUT diz: 'iremos parar o país'

Nesta terça-feira, 10, movimentos sociais fizeram protestos em diversas cidades brasileiras. Com barreiras de pneus e fogo, o trânsito chegou a ser interrompido em São Paulo horas depois do deputado federal Waldir Maranhão, do Partido Progressista (PP) revogar a decisão que anulava a sessão do impeachmentcomandada pelo seu ex-aliado Eduardo Cunha (PMDB - Rio de Janeiro) no dia 17 de abril. Segundo 'O Globo', o documento teria sido formulado pelo próprio advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que faz a defesa de Dilma no processo do impedimento. Antes da revogação, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB - Alagoas) também ignorou o comunicado de Waldir, mantendo a votação do afastamento da presidente para esta quarta-feira, 11. 
O noticiário ruim acionou os movimentos sociais. Na Bahia, por exemplo,  segundo o UOL, a Central Única dos Trabalhadores, a CUT, informou que há vários protestos na região. A via Parafusos, que dá acesso ao polo e a Camaçari, estava completamente sem a possibilidade de trânsito. A BA-093 também foi fechada no trecho do entroncamento de Dias D’Ávila. A informação era do fim da manhã e muitas dessas vias já foram reabertas. Em Feira de Santana, manifestantes fecharam a entrada da Universidade Estadual de Feira de Santana. "O governo Temer será inviável, iremos parar esse país", bradou Cedro Silva, presidente da CUT no estado. 
Nesta segunda-feira, 09, um grupo chegou a ocupar o Palácio do Planalto após um evento com a presidente Dilma Rousseff no local. Cartazes, bandeiras e faixas foram pendurados na janela. Ao todo, cerca de 100 pessoas permaneceram horas no Centro do governo. A segurança do Palácio preciso reforçar o cuidado e o salão nobre foi fechado. No fim da noite, sem necessidade de intervenção policial, os manifestantes deixaram o local. 
De acordo com o site 'O Antagonista', líderes do PT e movimentos sociais chegaram a organizar no fim de semana uma tentativa de invadir o Senado nesta quarta, com o objetivo de atrapalhar a votação. A legenda nega essa informação.
Após anulação 'micar', petistas protestam. CUT diz: 'iremos parar o país' Após anulação 'micar', petistas protestam. CUT diz: 'iremos parar o país' Reviewed by Ze Felipe on 10:35:00 AM Rating: 5