[Politica]

Ads Top

Após áudio de Jucá, Moro cobra de Temer postura firme: 'não interfira nas investigações'


Nesta segunda-feira, 23, o Brasil acordou com uma bomba política envolvendo o primeiro escalão do governo do presidente em exercício, Michel Temer. O Ministro do Planejamento,  Romero Jucá, foi flagrado em conversas que seriam uma tentativa de obstruir o andamento da principal investigação do país, a Lava Jato. Horas depois, não se referindo exatamente ao caso, o juiz federal Sérgio Moro disse em um evento em São Paulo que o governo não deve fazer qualquer tipo de interferência nas investigações da Polícia Federal.

Romero Jucá nega que tenha conversado com o intuito de tentar atrapalhar a Lava Jato. Pelo contrário, ele garante que seu intuito era fortalecer o trabalho comandado por Sérgio Moro.  Nunca cometi e nunca cometerei nenhum tipo de ação que possa paralisar ou obstaculizar (sic) qualquer operação, seja a Operação Lava Jato ou qualquer outra", explicou ele durante uma coletiva de imprensa realizada no Ministério da Fazenda com Henrique Meirelles.

O caso envolvendo Jucá caiu como uma bomba no governo federal, cuja primeira semana foi extremamente movimentada. O peemedebista tem uma certa dificuldade com seus Ministros, especialmente no campo da comunicação. Durante a coletiva de Jucá, que falou também sobre números da economia, um grupo de 200 pessoas fez um protesto do lado de fora do prédio. Em alguns momentos chegou a ser possível ouvir o som dos gritos dos manifestantes nos microfones dos Ministros.

Não é a primeira vez que áudios comprometedores prometem abalar a república. O mesmo aconteceu com a presidente afastada Dilma Rousseff, que nomeou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Ministério da Casa Civil. A nomeação foi cercada de muito mistério e um dia antes da posse, o juiz federal Sérgio Moro enviou à imprensa uma conversa em que a petista fala sobre a assinatura do termo de posse e referindo-se a Bessias.

Michel Temer também teve suas trabalhadas com o governo. No caso dele, um discurso de posse enviado pelo WhatsApp deu a ele fama de "conspirador".
publicidade
Após áudio de Jucá, Moro cobra de Temer postura firme: 'não interfira nas investigações' Após áudio de Jucá, Moro cobra de Temer postura firme: 'não interfira nas investigações' Reviewed by Ze Felipe on 1:42:00 PM Rating: 5