[Politica]

Ads Top

Magno Malta carimbou o livramento do Brasil e detonou Lula



Em 5 de novembro de 2014, Aécio Neves (PSDB-MG) voltou ao Senado para dar o seu primeiro discurso após a derrota na campanha presidencial, mas quem roubou a cena em um aparte memorável foi o senador Magno Malta (PR-ES).

Mesmo integrando um partido da coligação de Dilma Rousseff, Malta considerou bom que o tucano tivesse perdido as eleições porque assim seria poupado da crise que assolava o país.

“Aécio não perdeu as eleições, recebeu um livramento! Quem vai ter que pagar essa conta é quem fez strip-tease moral em praça pública e destruiu a economia desse país!”
Um ano e meio depois, Malta se tornou o personagem de maior destaque da comissão do impeachment de Dilma no Senado, com suas tiradas cômicas e uma capacidade rara entre opositores do PT de traduzir as questões políticas para a linguagem do povo.
Na sessão de votação do afastamento de Dilma na quarta-feira (11), Malta contou novamente essa história e avaliou o cenário do Brasil pós-Dilma, alertando tanto os brasileiros sobre o inevitável processo de cicatrização das feridas quanto o novo presidente Michel Temer sobre a necessidade de oferecer uma porta de saída aos beneficiários de programas sociais como o Bolsa-Família.
O senador também aproveitou para alfinetar Lula, que “comia pão com salame com os pobres” de manhã, mas à noite “tomava uísque e comia caviar”, “escondido num motel”, com seus amigos das grandes empresas que acabaram presos pela Operação Lava Jato.
O final do discurso de Malta foi apoteótico.
Para celebrar o livramento que o Brasil recebeu nesta quinta (12), assista abaixo à versão compacta deste grande momento.
publicidade
Magno Malta carimbou o livramento do Brasil e detonou Lula Magno Malta carimbou o livramento do Brasil e detonou Lula Reviewed by Ze Felipe on 3:51:00 PM Rating: 5