[Politica]

REDE de Marina Silva quer anular impeachment de Dilma, após afastamento de Cunha



A líder da REDE, Marina Silva aprovou a iniciativa de seu partido, que entrou com uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta­feira, 05. A ação tem como objetivo anular todos os atos de Eduardo Cunha como presidente da Câmara, incluindo o acolhimento do processo de impeachment contra Dilma. Embora seja identificada como uma mera manobra para tumultuar ainda mais o processo de afastamento da presidente, a medida transporta os anseios do PT, partido que ainda conta com a linha auxiliar de atuação de Marina Silva nos bastidores. 

A iniciativa do partido de Marina anularia todo o trabalho realizado na Câmara dos Deputados e no Senado no avanço do processo de afastamento da presidente. A situação voltaria à estava zero, com Dilma presidente sem nenhuma ameaça pairando no ar. As inciativas de Marina, que tem atuado como coadjuvante na defesa dos interesses do PT, serviriam à um propósito bestante específico: garantir o apoio do partido à sua candidatura em 2018. 

Neste caso, Marina se encarregaria de dar continuidade no plano de poder do PT, que visa a permanência duradoura do mesmo grupo no poder central do país. E o que a ADPF da rede tem a ver com o afastamento de Cunha da presidência da Câmara? Tudo. A decisão do ministro Teori Zavascki de afastar o deputado Eduardo Cunha foi uma forma de evitar que o golpe da REDE fosse consumado. Os ministros Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello colocaram em votação para a tarde de hoje a ação da REDE, que, além de pedir o afastamento de Eduardo Cunha, determinava simultaneamente a anulação de todos os seus atos no cargo, incluindo o acatamento do pedido de impeachment de Dilma. 

O ministro Teori Zavascki se irritou com a manobra e seus colegas ministros também estranharam que Mello tenha aceitado relatar a ADPF da Rede, quando o natural seria que a enviasse para Zavascki, que relata o caso Cunha desde dezembro. E as suspeitas pioraram quando Mello acertou com o presidente Lewandowski para suspender toda a pauta de hoje no plenário para se concentrar nessa ação. Foi exatamente por este motivo (golpe) que Zavascki se antecipou e esvaziou a manobra, afastando cunha e apresentando a ação no plenário no mesmo dia.
REDE de Marina Silva quer anular impeachment de Dilma, após afastamento de Cunha REDE de Marina Silva quer anular impeachment de Dilma, após afastamento de Cunha Reviewed by Ze Felipe on 8:41:00 PM Rating: 5