[Politica]

Temer demitirá 4 mil comissionados 'Dilmistas' e acaba com regalia

Boa parte dos comissionados que passaram a fazer parte do governo com os Ministérios criados pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff serão simplesmente exonerados. A decisão foi manifestada nesta sexta-feira, 13, pelo novo Ministro do Planejamento, Romero Jucá. Ele avisou depois de se reunir com o presidente em exercício Michel Temer que já teve o aval para cortar quatro mil cargos de confiança e com funções de gratificação até o fim deste ano. A reunião com o peemedebista ocorreu durante toda a manhã. Depois do encontro, Temer libertou além de Jucá, Ricardo Barros e Eliseu Padilha, que comandam o Ministério do Saúde e da Casa Civil respectivamente. 
A própria presidente da república já tinha anunciado ainda no ano passado que demitiria três mil pessoas comissionadas, mas as demissões não chegaram a ser totalmente concretizadas e agora não só devem ocorrer, como também serão maiores. Isso porque Temer decidiu extinguir nove dos Ministérios. "Nós vamos rever a estrutura organizacional dos ministérios. Alguns já foram, em tese, encerrados ou recepcionados por outras pastas", explicou Romero Jucá, que disse que as demissões podem ser ainda maiores dependendo das necessidades, atingindo, inclusive, os bancos públicos e a Petrobrás. 
Durante o seu primeiro discurso, chamado de pronunciamento de posse, Michel pediu que a crise fosse esquecida e que os brasileiros focassem no trabalho. Ele ainda afirmou que vai seguir a constituição brasileira e que fará algo que Dilma teve grande dificuldade em seu governo, promover o diálogo. Enquanto isso, em uma fala com tom de despedida, Rousseff afirmou que lutaria com todas as forças para voltar, justificando que não cometeu nenhum tipo de crime.
Quem esteve ao lado da petista no momento do discurso foi o ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva. Muito abalado, o representante do Partido dos Trabalhadores (PT) chegou a chorar ao lado de manifestantes e teria dito à imprensa que agora iria para casa. O comentário interno é de que a ordem agora é esquecer a figura da agora presidente afastada.
Temer demitirá 4 mil comissionados 'Dilmistas' e acaba com regalia Temer demitirá 4 mil comissionados 'Dilmistas' e acaba com regalia Reviewed by Ze Felipe on 2:51:00 PM Rating: 5