[Politica]

Ads Top

Aos gritos senadores petistas tumultuam comissão do impeachment e sessão é interrompida


Um bate-boca entre senadores interrompeu temporariamente a sessão desta quarta-feira (15) da comissão do impeachment. Nesta quarta, a comissão ouve três testemunhas de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Além disso, uma testemunha convocada pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) também deve ser ouvida.



A confusão começou após fala da senadora Simone Tebet (PMDB-MT), que reclamou de quem diz que o processo de impeachment é "golpe". Ela disse que se sente acusada e que quer se defender. Além disso, pediu "respeito" aos colegas e que "a verdade seja restabelecida".

"É interessante a memória seletiva daqueles que apontam por parte de alguns parlamentares do meu partido atitudes ditas golpistas ou numa tentativa de apagar ou acabar com a Operação Lava Jato. 

Esses mesmos parlamentares pertencem a um partido que não apenas fala, mas escreve numa resolução assinada pelo seu partido em maio deste ano: a Operação Lava Jato desempenha papel crucial na escalada golpista”, disse a senadora. Os senadores petistas pediram direito de resposta após a fala de Simone Tebet. 

A sessão foi interrompida por causa do bate-boca e, quando voltou, o presidente da comissão de impeachment, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), não deu direito de resposta aos petistas por não ser uma questão de ordem.

 Ele afirmou que a senadora Simone havia pedido um direito de resposta após fala da senadora Fátima Bezerra, ao que ele respondeu que ela poderia usar seu próprio tempo para fazer suas considerações.  Depois que a sessão voltou, senadores aproveitaram seus tempos para voltar a falar do assunto. 

A senadora Ana Amélia afirmou que o discurso do golpe é uma "ladainha", um "mantra", um "disco quebrado", e que o processo de impeachment está sendo conduzido dentro da lei. Já o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou que o impeachment tem, como um de seus objetivos, barrar as investigações da Operação Lava Jato.

Créditos suplementares


Durante o primeiro depoimento do dia, de Cilair Rodrigues de Abreu, Gleisi Hoffmann e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) reclamaram sobre o pouco tempo disponibilizado à testemunha para responder às indagações dos senadores.


A senadora Gleisi e o advogado de Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, sugeriram mudar o formato de perguntas e respostas para que Abreu pudesse falar sem interrupção por mais tempo, mas o presidente da comissão, Raimundo Lira, afirmou que o rito do processo de impeachment já está definido e aprovado em plenário e pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski.  G1
publicidade
Aos gritos senadores petistas tumultuam comissão do impeachment e sessão é interrompida Aos gritos senadores petistas tumultuam comissão do impeachment e sessão é interrompida Reviewed by Ze Felipe on 2:52:00 PM Rating: 5