[Politica]

Campanha de Dilma recebeu US$ 4,5 milhões afirma novo delator da Lava Jato


O novo delator da Lava Jato, o engenheiro Zwi Skornicki, afirmou que transferiu US$ 4,5 milhões para a conta do publicitário João Santana na Suíça com o objetivo de pagar despesas de campanha da presidente afastada, Dilma Rousseff, em 2014. A notícia liga o atual mandato com a corrupção na Petrobras. Skornichi é representante de um estaleiro contratado pela estatal e foi preso pela operação.

O engenheiro disse que o dinheiro foi pedido pelo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que está preso em Curitiba há mais de um ano. A notícia está nas primeiras páginas dos jornais e é manchete do jornal O Globo desta quinta (9), que traz informações exclusivas. “Delator: repasse na Suíça foi para campanha de Dilma”.

O Estado de S. Paulo informa, na manchete, que o “Senado articula acordão para barrar prisão de Jucá e Renan”. Segundo o jornal, está sendo negociado um acordo político para que, caso seja determinada a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do senador Romero Jucá (PMDB-RR), a Casa recuse a determinação pelo voto em plenário, o que impediria o ato da Justiça.

A Folha de S. Paulo afirma que o pedido de prisão da cúpula do PMDB, feito pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot, aconteceu porque eles combinaram versões de defesa e produziriam documentos para maquiar supostos desvios. "Cúpula do PMDB combinou versões de defesa, diz Janot”.

Como segundo destaque mais importante na primeira, O Globo traz a notícia sobre outra manobra do deputado afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para ser absolvido no Conselho de Ética. O movimento fez com que o PR trocasse, sem aviso, três deputados na Conselho por políticos mais favoráveis ao parlamentar carioca.

Sessão na Comissão do Impeachment do Senado, que durou o dia inteiro e terminou por volta das 10 horas da noite desta quarta (8), discutiu o mérito da acusação das pedaladas fiscais. Alguns jornais trouxeram fotos da jurista Janaína Paschoal, que fez o pedido de impeachment, com o defensor de Dilma, José Eduardo Cardozo. Os dois se cumprimentam. (G1)
Campanha de Dilma recebeu US$ 4,5 milhões afirma novo delator da Lava Jato Campanha de Dilma recebeu US$ 4,5 milhões afirma novo delator da Lava Jato Reviewed by Ze Felipe on 9:34:00 AM Rating: 5