[Politica]

Patrimônio de Gleisi Hoffmann cresceu 200% em 8 anos



A senadora Gleisi Ho†mann (PT), mulher do exministro Paulo Bernardo (PT), não tem o que reclamar da vida pública. Mesmo perdendo três das últimas quatro eleições, o patrimônio da petista deu um salto de R$ 479,8 mil em 2006 (quando se candidatou pela primeira vez ao Senado) para R$ 1,4 milhão em 2014 (candidata ao governo do Paraná). O crescimento de 200% – pode ser maior, porque os valores não foram atualizados – se constata nas declarações de bens registradas por Gleisi na Justiça Eleitoral.

Gleisi e Bernardo estão enrolados em denúncias na Justiça. Gleisi é réu em inquérito no STF por receber R$ 1 milhão de propina em investigação da Operação Lava Jato. Há suspeita que parte considerada das doações recebidas pela petista também façam parte de propinas das empresas investigadas na Lava Jato. 
publicidade


O casal também está envolvido em outro escândalo, apurado pela Operação Custo Brasil, acusados de participar de desvio de mais de R$ 100 milhões de empréstimos consignados de aposentados e servidores federais. Além disso e o que levanta mais suspeita, é que o patrimônio de Gleisi cresceu sem mesmo a petista trabalhar por quatro anos entre 2006 e 2010. Nesse período, a petista disputou três eleições: ao Senado em 2006 (perdeu para Álvaro Dias), á prefeitura de Curitiba em 2008 (perdeu para Beto Richa) e ao Senado, novamente, em 2010 quando foi eleita. 

Em 2006, Gleisi declarou um patrimônio de R$ 479.883,34 (um apartamento em construção na Travessa Ferreira do Amaral no valor de R$ 234.333,34 e um apartamento na Avenida Silva Jardim no valor de R$ 245 mil) em dois apartamentos em Curitiba. Em 2008, candidata à prefeita de Curitiba, Gleisi declarou R$ 623.951,00 em bens – o apartamento da Silva Jardim (R$ 245 mil), um apartamento na rua Natal Cecone (R$ 250 mil) e um Chevrolet/Tracker (R$ 59,9 mil). O apartamento em construção da Ferreira do Amaral já não consta na lista de bens de Gleisi. Neste ano, Gleisi omitiu na declaração o registro de sua empresa a FG Consultoria e nem os rendimentos auferidos. Gleisi declarou patrimônio no valor de R$ 659.846,00 quando disputou o Senado pela segunda vez em 2010. 

Na lista de bens está somente o apartamento da Silva Jardim (R$ 245 mil) mais aplicações no fundo do Banco do Brasil (R$ 269.196,00), um veículo Honda CRV 2009 (R$ 88 mil), Corretora Petra (R$ 34.113,00) e dinheiro em conta no Banco do Brasil (R$ 23.037,00). O apartamento da Natal Cecone não consta na declaração. EMPREITEIRA Quando apresentou sua declaração de bens para disputado ao governo em 2014, seu patrimônio dá um salto considerável. 

A petista declarou R$ 1.443.613,66 de patrimônio: apartamento da Silva Jardim (R$ 245 mil), um apartamento luxuoso no Residencial Quartier na rua José Cadilhe (R$ 1.110.113,66) e o Honda CVR (R$ 88 mil). O que se levanta suspeição é que o apartamento do Residencial Quartier, que ocupa um quarteirão no bairro Água Verde, em Curitiba, é um empreendimento da Camargo Corrêa e o primeiro e único construído pela empresa em Curitiba. E a empreiteira foi principal Šnanciadora de duas campanhas de Glesi: em 2008 repassou R$ 500 mil e em 2010, mais R$ 1 milhão. Outro fato curioso nas declarações de bens de Gleisi é que a petista se declara divorciada, apesar de casada com o ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (PT) e mãe de dois Šlhos.

 Gleisi também que explicar o que fez com os apartamentos da Ferreira do Amaral e Nata Cecone, se os vendeu. E o dinheiro acumulado no fundo do Banco Brasil. E ainda por que, seu apartamento na Silva Jardim, não valoriza passados oito anos. “Nós somos como a mulher de César. Não basta ser honesta. É preciso parecer honesta. Temos de dar explicações. A mais plausível é se deixar à disposição – abrir o sigilo telefônico, bancário e Šscal que você tem, porque essas coisas não se evaporam, não desaparecem. Se há responsabilidades, paga-se por elas. Se não há, a sociedade isenta”, disse o deputado Tadeu Veneri (PT) quando o nome de Gleisi foi listado para responder inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal). 

(Fonte: Fábio Campana)

Patrimônio de Gleisi Hoffmann cresceu 200% em 8 anos Patrimônio de Gleisi Hoffmann cresceu 200% em 8 anos Reviewed by Ze Felipe on 11:13:00 AM Rating: 5