[Politica]

Ameaçada por outras detentas, mulher de Cabral exige respeito e que parem de tratá-la como se fosse uma assassina


Presa desde o último dia 6, a ex-primeira dama Adriana de Lourdes Ancelmo tem passado por maus bocados. Segundo informações internas do presídio, Adriana tem sido menosprezada e ameaçada por outras detentas.
publicidade


As reclamações por parte da ex primeira dama são frequentes. Aos advogados ela disse que está sendo tratada como se fosse uma assassina, e diz não suportar mais tanta humilhação.

"O que eu fiz se foi errado ou não, não chega nem perto da barbaridade que muitas mulheres aqui fizeram, eu não merecia nem estar aqui, não matei ninguém pra isso. Mereço respeito!"

Os advogados entrarão com pedido de habeas-corpus para que Adriana cumpre prisão domiciliar alegando que a mesma vem sofrendo com insultos e ameaças.

O mandado de prisão da ex-primeira dama foi expedido pelo juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Estado.

As investigações mostram que o grupo do peemedebista teria desviado 224 milhões de reais de contratos públicos do Estado do Rio com empreiteiras como Andrade Gutierrez, Carioca Engenharia e Delta, cujos executivos delataram o esquema.

Segundo a apuração da Operação Calicute, há evidências de que a ex-primeira-dama recebeu dinheiro de operadores financeiros do ex-governador e teria usado seu escritório de advocacia, o Ancelmo Advogados, para lavar dinheiro de propina destinado ao marido.

Via: www.geralonline.com/

Ameaçada por outras detentas, mulher de Cabral exige respeito e que parem de tratá-la como se fosse uma assassina Ameaçada por outras detentas, mulher de Cabral exige respeito e que parem de tratá-la como se fosse uma assassina Reviewed by Ze Felipe on 8:17:00 PM Rating: 5